Pages

Subscribe:

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Xen-4.0.1

Para instalação do Xen Hypervisor foi utilizado o Debian Lenny, depois disso vamos compilar e instalar o Xen Source 4.0.1

Pacotes necessários

Necessitamos alguns pacotes para instalação do Xen 4.0.1
# aptitude install bcc bin86 gawk bridge-utils iproute libcurl3 libcurl4-openssl-dev bzip2 module-init-tools transfig tgif texinfo pciutils-dev mercurial build-essential make gcc libc6-dev zlib1g-dev python python-dev python-twisted libncurses5-dev patch libvncserver-dev libsdl-dev libjpeg62-dev iasl libbz2-dev e2fslibs-dev git-core uuid-dev iasl lvm2
Caso o seu Debian Lenny for AMD64 instalar mais esse pacote
# aptitude install gcc-multilib

Baixando o source do Xen 4.0.1

Baixar e descompactar o pacote:
# cd /usr/local/src
    #  wget http://bits.xensource.com/oss-xen/release/4.0.1/xen-4.0.1.tar.gz
    # tar xfzv xen-4.0.1.tar.gz
    # cd xen-4.0.1

Habilitando o TUN/TAP

Observação: Antes de compilar o kernel, temos que setar para ser compilado o kernel com suporte suporte a TUN/TAP, tive problemas para criar máquinas virtuais em HVM pois o kernel não tinha suporte.
# vi /usr/local/src/xen-4.0.1/buildconfigs/enable-xen-config

Habilitar o módulo pci Passthru
setopt CONFIG_XEN_PCIDEV_FRONTEND y
setopt  CONFIG_XEN_PCIDEV_BACKEND y

Habilitar módulo do TUN/TAP

setopt CONFIG_TUN y

exit 0

Compilando o Xen 4.0.1

Compilando o Xen 4.0, nesse processo o Xen baixa o kernel específico para ele, isso pode demorar um pouco dependendo da sua banda.
# make world
Na compilação do kernel do Xen 4.0.1 ele vai perguntar se deseja habilitar várias opções no kernel, eu habilitei todas pois nunca sabemos quando vamos necessitar delas. Apenas colocar Y .

Inslalando o Xen 4.0.1

# make install

Grub e Boot

Instalando o Xen 4.0 no GRUB para inicialização do Xen Hypervisor 4.0.1
# update-grub
Ativando serviços do Xen 4.0.1 no boot.
      # cd /etc/init.d
      # update-rc.d xend defaults 20 21
      # update-rc.d xendomains defaults 21 20
Seguindo as boas praticas do Xen vamos alterar as informações do GRUB, deixando conforme abaixo.
# vi /boot/grub/menu.lst
title        Xen 4.0.1 / Debian GNU/Linux, kernel 2.6.31.13
root        (hd0,0)
kernel     /boot/xen-4.0.1.gz dom0_mem=512M
module   /boot/vmlinuz-2.6.31.13 root=/dev/sda1 ro console=hvc0 earlyprintk=xen nomodeset
Reiniciado o computador para podemos criar as DomU (Máquinas virtuais no Xen 4.0)
# reboot

Instalando itens úteis 

    # aptitude install vim 
   # aptitude install ssh

Configurando o ls para ficar colorido  

   # vim ~/.bashrc
Descomentar estas linhas:

export LS_OPTIONS='--color=auto' 
eval "`dircolors`" 
alias ls='ls $LS_OPTIONS' 
alias ll='ls $LS_OPTIONS -l' 
alias l='ls $LS_OPTIONS -lA' 

Criando maquina virtual 

Criando volume físico
# pvcreate /dev/sdx   
Aonde “x” representa o numero da  partição LVM

Criando grupo 
# vgcreate 'nome do grupo' /dev/sdx

Ativando o grupo
# vgchange -ay

Criando volume logico
# lvcreate -L 'tamanho da partição GB' 'nome do grupo' -n 'nome da partição'


Configurando arquivo do xen 

# vim /etc/xen/xend-config.sxp
( network-script network-bridge ) Descomentar esta linha 
( network-script network-dummy ) Commentar esta linha
( vnc-listen '127.0.0.1' ) Trocar a range para a que você vai utilizar 
( vncpasswd '' ) Colocar senha para inicialização do vnc 

Criando dispositivo de loop 

Primeiro, verifique qual o dispositivo loop esta livre 
# losetup -f 
/dev/loop0 

Em seguida, crie um dispositivo de loopback 
# losetup -f /root/ubuntu.iso 

Verificando se o dispositivo esta funcionando 
# losetup /dev/loop0
/dev/loop9: [fe04]:3096598 (/root/ubuntu8.iso)

0 comentários: